+Bem Estar

Adote um estilo de vida saudável!

mulher de frente para a piscina com o mar ao fundo - foto criada por lifeforstock / Freepik

Doenças crônicas do coração, derrames, câncer, diabetes e enfermidades dos pulmões são responsáveis por quase 70% das mortes no mundo, mas podem ser prevenidas com mudanças no comportamento

Conhecimento sobre o assunto não falta. Ainda assim, continua sendo difícil para a maioria das pessoas mudar seu estilo de vida. Afinal, todo mundo sabe que um estilo de vida saudável e menos estressante é importante para a saúde e o bem-estar. Um corpo em equilíbrio é importante até para combater doenças – uma verdade que voltou a ser lembrada nestes tempos de pandemia causada pelo novo Coronavírus.

Causas

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as doenças não transmissíveis (DNTs), incluindo males cardíacos, derrames, câncer, diabetes e doenças pulmonares crônicas, são coletivamente responsáveis ​​por quase 70% de todas as mortes no mundo. Segundo a instituição, o aumento das DNTs foi impulsionado principalmente por quatro fatores de risco: uso de tabaco, sedentarismo, uso nocivo de álcool e dietas não saudáveis.

Consequências e prevenção

A epidemia de DNTs apresenta consequências devastadoras para a saúde de indivíduos, famílias e comunidades, além de sobrecarregar os sistemas de saúde. Para a OMS, os custos socioeconômicos associados a essas doenças tornam imperativo a prevenção e o controle desses males.

Na outra ponta, sabe-se que um estilo de vida saudável previne contra essas doenças. Então, este é o momento de colocar em prática tudo que já se sabe a respeito. É uma maneira de salvar vidas e diminuir a sobrecarga dos sistemas de saúde em decorrência de doenças crônicas causadas pelo estilo de vida.

Mudanças

Pequenas mudanças no comportamento podem prevenir muitas doenças.

Atividade física – 30 minutos de atividade física moderada por dia, o que equivale a uma caminhada rápida, pode reduzir o risco de um ataque cardíaco em até 50%.

Dormir bem – Com a a atividade física e medidas de relaxamento é possível melhorar a qualidade do sono e reduzir o estresse

Alimentos e dieta equilibrada – Aumentar o consumo de frutas e vegetais pode reduzir o risco de câncer de cólon em até 50%. Portanto, essas mudanças são reais, são alcançáveis. E nada de consumir produtos processados e ultra-processados, pois eles oferecem muita caloria e pouco valor nutricional.

Sem tabaco – De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o tabagismo é uma doença (dependência de nicotina) que tem relação com aproximadamente 50 enfermidades, dentre elas vários tipos de câncer (pulmão, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo de útero, leucemia), doenças do aparelho respiratório (enfisema pulmonar, bronquite crônica, asma, infecções respiratórias) e doenças cardiovasculares (angina, infarto agudo do miocárdio, hipertensão arterial, aneurismas, acidente vascular cerebral, tromboses). Há ainda outras doenças relacionadas ao tabagismo: úlcera do aparelho digestivo; osteoporose; catarata; impotência sexual no homem; infertilidade na mulher; menopausa precoce e complicações na gravidez. Será, então, que não vale mudar o estilo de vida?

Álcool – O uso excessivo pode causar cirrose, hepatite crônica, pancreatite e gastrite entre outras doenças.

Lembre-se de que manter-se ativo é um dos ingredientes mais importantes para uma vida saudável, principalmente à medida que você envelhece. Mas certifique-se com seu médico que tipo de exercício é mais apropriado para sua condição atual.

E um bom novo estilo de vida pra você!

Veja também o artigo:
Viver mais e com saúde

About the author

Redação SO.U Movimento

Redação SO.U Movimento

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar.
Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Adicionar Comentário

Click here to post a comment

Notícias do dia

Clínica SO.U – acesse o site

Clínica SOU - ortopedia