Coronavírus

Vacina contra o Coronavírus: eficácia de imunização será testada no Brasil

Nova-esperanca-contra-Coronavirus-cientista-tubo-ensaio-foto-criada-por-pressfoto-freepik

Vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford será testada em dois mil voluntários brasileiros

Neste cenário catastrófico da pandemia, a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, como parte do esforço global na busca de imunização contra o Sars-CoV-2, que poderá ser a solução ou contribuir para mudar a trajetória do novo Coronavírus, começará a ser testada no Brasil.

Os testes começam agora em junho, e serão realizados com cerca de dois mil  voluntários que trabalham na linha de frente da rede de saúde pública, são motoristas de ambulâncias, seguranças e profissionais de saúde e limpeza dos hospitais, entre 18 a 55 anos de idade,  que embora expostos aos riscos não contraíram a Covid-19.

No Rio, os testes  serão conduzidos pela Rede D’Or São Luiz; e em São Paulo, serão coordenados pela Universidade Federal de São Paulo(UNIFESP), através do Centro de Referência para Imunológicos Especiais (CRIE) da Universidade . A doutora Lily Yin Weckx, que é investigadora principal do estudo, classificou como “um privilégio” o fato de a vacina contra o novo Coronavírus, desenvolvida pela Universidade de Oxford ser testada no Brasil, em entrevista hoje  ao telejornal Bom Dia São Paulo, da TV Globo.  O financiamento está a cargo da Fundação Lemann, e no Rio, da própria Rede D’Or.

As doses para os testes da vacina ChAdOx1 nCoV-19 foram produzidas pela empresa italiana de biotecnologia Advent-IRBM. A vacina é baseda em um adenovírus de chimpanzés contendo a proteína spike, usada pelo Coronavírus Sars-CoV-2 para agredir as células humanas.

A Universidade de Oxford já tem um acordo com a multinacional sueco-britânica AstraZeneca para a fabricação e distribuição da vacina em nível mundial.

No Reino Unido, os testes começaram em abril, envolvendo cinco mil voluntários. A Universidade de Oxford tem a previsão otimista de que a vacina esteja pronta ainda em 2020.

A autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para o estudo no Brasil foi publicada na edição de (02/05), do Diário Oficial da União.

Referências:

UNIVERSIDADE DE OXFORD DA INGLATERRA

imagem ilustrativa

Redação SO.U Movimento

Redação SO.U Movimento

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar.
Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Adicionar Comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Clínica SO.U – acesse o site

Clínica SOU - ortopedia